Como a cultura organizacional afeta a gestão de pessoas?

4 minutos para ler

Muitos gestores e funcionários enxergam a cultura organizacional apenas como um conceito burocrático. Sabem que ela representa a união dos valores éticos e morais da empresa enraizados em hábitos, comportamentos e políticas de gestão, mas não percebem sua influência na rotina diária de trabalho.

A cultura organizacional surge nos primeiros passos da empresa, e apesar de não estar formalizada nos documentos oficiais da empresa inicialmente, define tomadas de decisão, garantindo o crescimento sólido de uma empresa.

Neste post, mostraremos como ela influencia na gestão de pessoas, acordos comerciais, investimentos em inovações e, por consequência, nos bons resultados da empresa. Acompanhe:

Influencia no ambiente corporativo

Se a cultura organizacional oferece diretrizes comportamentais relacionadas à ética e à moral, é fácil concluir que ela terá forte influência no ambiente corporativo, tanto no aspecto motivacional quanto competitivo.

Se uma empresa tem como premissa o desenvolvimento profissional de seus funcionários para que eles cresçam e possam oferecer melhores resultados para a empresa, é natural que incentivos e campanhas motivacionais sejam alinhadas com estes objetivos.

A competição interna por premiações e melhores resultados individuais também não poderá ocorrer a qualquer custo, mesmo que isso signifique mais vendas para a empresa. A cultura organizacional sempre será clara quanto às ações antiéticas, imorais e fora dos padrões da empresa.

É determinante para a cultura da inovação

Buscar inovações e melhorias que proporcionem melhores resultados para a empresa é fundamental para o sucesso e, neste sentido, a cultura organizacional pode favorecer ou impedir tais avanços.

É o caso da terceirização de um call center, por exemplo. Uma empresa pode considerar esta escolha contrária à sua cultura. Porém, a busca por uma consultoria e métodos que potencializem sua operação pode trazer os mesmos resultados sem contrariar suas diretrizes culturais.

Inovação no treinamento de pessoas

Estas diretrizes culturais também são determinantes para a qualidade dos serviços prestados na medida em que também influenciam na valorização de treinamentos e capacitações como ferramentas de gestão de pessoas.

A gestão de pessoas deve valorizar e investir em treinamentos de capacitação técnica e também comportamental, para reforçar o real entendimento da cultura enraizada na empresa.

Contribui para a gestão de clientes

Na gestão comercial dos negócios, a cultura empresarial pode tanto ditar o direcionamento para determinado público, como a forma de se relacionar com os clientes.

Uma empresa pode determinar que todos seus clientes sejam atendidos de forma idêntica enquanto outra pode segmentar seus serviços de acordo com o grau de interação do cliente com a empresa.

Enquanto a primeira está valorizando todos seus clientes indiscriminadamente, a segunda está dando mais peso para a fidelidade e o prestígio que os clientes dão à sua cartela de produtos ou serviços.

Desafios da cultura organizacional na gestão de pessoas

Sinergia entre setores e filiais

Empresas de grande porte, com filiais ou sites em locais diferentes, precisam reforçar ainda mais a disseminação de sua cultura organizacional, pois fatores externos à empresa podem afetar seus princípios.

O mesmo pode acontecer com funcionários de setores diferentes. O call center da empresa pode estar alinhado com a busca contínua por melhorias em sua performance enquanto o setor contábil pode estar atuando de forma padrão e sem entender seu papel nos objetivos da empresa como um todo.

Sensibilização de novos funcionários

Cada profissional traz consigo uma bagagem de conhecimento, hábitos e comportamentos que nem sempre são condizentes com os da empresa. Trabalhar mensagens frequentes sobre a cultura organizacional da empresa na intranet, quadro de avisos e até treinamentos são formas que podem ajudar na adaptação e integração de novos funcionários.

Informação clara sobre as características da cultura da empresa

A linguagem utilizada para explicar a cultura da empresa, seja em comunicados ou em feedbacks pontuais com novos funcionários deve ser simples e clara, evitando más interpretações ou indisposição para compreendê-las.

Outro aspecto da cultura organizacional que deve ser considerado e valorizado é que ela pode e deve evoluir junto com a empresa e seus funcionários, pois uma cultura é acima de tudo, uma forma de viver e compartilhar. Se gestores e funcionários estiverem alinhados neste sentido, o sucesso é garantido.

Existe algum aspecto da cultura organizacional da sua empresa que impeça sua evolução? E como você está atuando para mudá-lo? Deixe o seu comentário e compartilhe com a gente a sua experiência!

Posts relacionados

Deixe um comentário

Share This
Navegação