Dicas de como gerenciar de forma correta o controle de pausas

4 minutos para ler

No ambiente intenso e dinâmico que é um call center a parada para intervalo, as famosas pausas, são bastante importantes. Afinal, lidar com inúmeros clientes é uma tarefa desgastante, sem falar que o corpo precisa dar aquela alongada quando muito tempo parado e sentado para evitar problemas ergonômicos.

Uma pausa é vital para recarregar a disposição e garantir o máximo de rendimento dos funcionários de telemarketing. Mas é preciso controle. Um bom gestor deve ficar atento ao controle dos horários das pausas, assim como sua duração.

Você que é um gestor, ou dono de um call center, continue a leitura e aprenda dicas importantes de como gerenciar corretamente o controle de pausas.

Aplique um sistema de registro eficaz

A primeira coisa para se controlar pausas para o intervalo, é ter com o quê controlar, correto? Possuir um sistema eficiente que faça o registro de entrada e saída dos funcionários é uma boa forma de organizar o quadro de horários, especialmente em casos onde há muitos funcionários.

O registro das pausas pode ser feito por meio de uma folha de presença, mas o mais indicado é um sistema automatizado, como os registros eletrônicos de ponto via biometria. Isso garante precisão e a certeza que os horários estão sendo cumpridos, tanto pelo gestor quanto pelos funcionários.

Saiba o tempo de pausa que seus funcionários têm direito

A Norma Regulamentadora n°17 determina que funcionários de call centers, agências de telemarketing, televendas e afins tenham pelo menos 40 minutos de pausa que podem ser divididos ao longo da jornada de trabalho.

A norma dita que funcionários têm direito a dois períodos de 10 minutos contínuos de pausa, o primeiro após os primeiros 60 minutos de jornada, e o outro antes do término dos últimos 60 minutos de jornada.

Além de 20 minutos de intervalo que devem ser dados para o intervalo de lanche. É o que contabiliza a pausa obrigatória, que cabe ao gestor fiscalizar, e aos funcionários cumprir.

Seja compreensivo e prático

É inegável o fato de que o serviço de call center pode ser estressante. Funcionários lidam com clientes de diferentes temperamentos e precisam de tempo para descansar.

Por isso seja compreensivo: nenhum funcionário de call center vai render 100% se tiver que ficar durante 4 horas contínuas em atendimento. O desgaste vai diminuir a eficiência e aumentar as reclamações.

E por isso seja prático: pausas programadas em tempos intermediários vão evitar o acumulo de stress e garantir uma melhor eficiência no trabalho. Leve em consideração o tempo de atendimento e as demandas específicas para o ambiente atual de trabalho, modificando conforme preciso.

Claro que também se deve garantir um equilíbrio entre os que saem para intervalos e os que ficam, pra um melhor controle e um fluxo de trabalho constante.

Motive pausas produtivas e eficazes

Só porque é uma pausa, não é preciso que os funcionários fiquem o tempo todo sem fazer nada. Proponha atividades práticas nos períodos de pausa. Um momento de meditação, a promoção de exercícios ergonômicos, ou períodos de autoavaliação. Qualquer coisa, dependendo do espaço e recursos disponíveis. Pensar fora da caixa nesses momentos é aconselhável.

Garantir que se aproveite bem uma pausa vai garantir a satisfação, aumentar a motivação e, por ventura, até diminuir o indício de funcionários ultrapassarem o tempo disponível.

Para saber mais sobre esse e outros assuntos acesse nosso site e fique por dentro de tudo para montar, ou melhorar seu call center.

Posts relacionados

Deixe um comentário

Share This
Navegação