Dicas para fazer uma boa gestão da sua lista de clientes

4 minutos para ler

Gestão de Relacionamento com o Cliente

Já ouviu falar em CRM? Customer Relationship Management, ou Gestão de Relacionamento com o Cliente em tradução livre, diz respeito às táticas que envolvem o relacionamento entre uma empresa e seus clientes. Ela abrange todo o processo de gerenciamento de vendas, prospecção de público, marketing, atendimento e fidelização.

Diante de um cenário de convergência tecnológica, o consumidor moderno passa a reivindicar suas demandas com visibilidade e persistência. Nisso, sua experiência com dado empreendimento se torna um conceito que não deve ser menosprezado.

As soluções de CRM se apropriam das informações disponíveis de uma lista de clientes para promover leads, gerir contas e reunir o histórico de compras dos atuais e potenciais clientes.

Logo, aplicar uma boa gestão do repertório de consumidores simplifica o processo de vendas, com acessibilidade e automatização dos processos em tempo real. O uso de leads permite trabalhar com dados atualizados de forma remota, além de expandir receitas e a satisfação do cliente. Mas quais os tipos de CRM?

Uma CRM Local é aquela que está sujeita a um servidor físico na empresa, o que requer ainda o suporte contínuo de uma equipe de TI especializada. Já o CRM na Nuvem é uma plataforma virtual e não requer de uma manutenção ou de uma máquina específica. O sistema é administrado remotamente e pode ser acessado em qualquer dispositivo, horário ou navegador.

Além de dispensar atividades maçantes e manuais, essas estratégias propõem velocidade na solução de possíveis conflitos com os clientes, que se tornam o principal foco na gestão de dados. Mas, afinal, quais são as principais dicas na hora de estruturar uma lista de clientes?

Criar uma base de dados prática e segura significa conhecer os hábitos de compra do cliente, por meio do cadastro concedido das suas informações. Isso requer lidar com planilhas, relatórios e outros formatos que requerem uma boa capacidade de organização.

A primeira dica é unificar os dados de todos os departamentos da empresa em uma única planilha, ou seja, reunir os principais números coorporativos em um mesmo lugar. Isso evitará custos com a repetição de pesquisas e centralizará as interações necessárias.

Com tudo armazenado no mesmo espaço, é importante padronizar endereços, telefones, nomes e registros, o que tornará a consulta da base muito mais objetiva. Segmente os clientes por categorias condizentes com seu tipo de negócio, além de setores básicos como região e frequência de aquisições. Use programas de tabulação de dados que incorporem informações duplicadas, o que evitará maiores confusões na hora de partir para a análise.

Funil de vendas

O funil de vendas é um instrumento indispensável na gestão da sua lista de clientes, que informa com propriedade sobre os negócios que estão em andamento. Para manter um bom fluxo é preciso evitar leads descartáveis e que não se adequam ao perfil de seu negócio.

Eles tomarão seu tempo sem necessidade e não efetuarão bons frutos para sua empresa. Lembre-se ainda de honrar seus compromissos, por meio de um contato contínuo com os principais clientes e revisar bem aqueles que demonstram mais potencial para transações de sucesso.

Gostou do artigo? Para mais dicas sobre Televendas, atendimento e gestão de call center/televendas, Clique no link abaixo:
https://linktr.ee/reynaldo.garcia

Posts relacionados

Deixe um comentário

Share This
Navegação